Como as redes sociais podem apoiar o marketing de retenção?

Tempo de leitura: 4 minutos

São aproximadamente 90 milhões de brasileiros e você deve estar contemplado nessa estatística. Esse é o número de internautas no país conectados às redes sociais de acordo com a Pesquisa Brasileira de Mídia 2015, realizada pela secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

Quase metade dos cidadãos do país tem acesso à internet e 92% das pessoas se relacionam com outras pessoas em plataformas como Facebook, Twitter, Linkedin, Google+ e Instagram. Preste atenção nesse verbo: relacionar. Ele é peça-chave quando falamos em mídias sociais e marketing de retenção.

Só o dado estatístico de 90 milhões de conectados já seria suficiente para fazer a defesa de que sua empresa deve estar presente nas redes sociais. Mas os benefícios de falar com as pessoas por meio desses canais vão muito além desse número. Antes de entrar mais a fundo no assunto, vamos relembrar a importância do conteúdo para a retenção.

Conteúdo para aquisição e retenção de clientes

De maneira resumida, o marketing de conteúdo é uma prática usada para chegar aos clientes e fidelizá-los, dando informações úteis sobre seu mercado de atuação de uma maneira mais ampla, não exclusivamente sobre seus produtos. Isso pode ser feito por meio do blog de sua empresa ou com materiais gratuitos oferecidos em seu site.

Ao oferecer conteúdo de qualidade, a primeira vantagem é preparar seus clientes para que, na hora da compra, eles já estejam bem informados sobre seu setor e seu produto. O segundo benefício do marketing de conteúdo é que, ao longo do tempo, publicando e divulgando informações interessantes, você passa a ser reconhecido como uma referência no assunto.

Chegamos então ao terceiro ponto. Depois que seu lead virou cliente, o conteúdo continua tendo um papel importante na educação para melhor uso dos seus produtos ou serviços, o que vem sendo chamado de sucesso do cliente. Além disso, com a recomendação das informações certas para cada pessoa, podemos gerar novas conversões.

E onde entram as redes sociais nessa estratégia?

Com a criação de perfis nas mídias sociais, você ganha canais de divulgação de seus conteúdos. Canais, vale ressaltar, que podem alcançar milhares e até milhões de pessoas, como mostramos no início do texto (90 milhões de conectados). Ao postar um link do seu site na sua fanpage, você cria oportunidades para mostrar ainda mais valor aos seus clientes.

Pessoas que curtiam sua empresa nas redes sociais deram um indicativo de que têm simpatia pela sua marca. Se, por meio das publicações, você conseguir criar e manter um relacionamento com esses clientes, você alcançou mais uma forma de retenção. Um exemplo: 67% dos usuários de Twitter estão mais propensos a comprar das marcas que eles seguem.

Uma sugestão interessante é usar o Facebook Custom Audiences (Públicos Personalizados), um recurso que a maior rede social do mundo oferece para você impactar seus clientes com ads segmentados pelos seus interesses. Com isso, é possível escolher exatamente quem vai receber cada anúncio.

Quatro dicas para não se perder no caminho

1. As pessoas estão presentes nas mídias sociais em busca de relacionamento, principalmente com amigos e colegas, mas também com marcas. Então, não faça com que seus perfis e fanpages se tornem murais de propaganda de seus produtos. Você pode falar de vendas eventualmente, mas essa não é a finalidade principal. A retenção de clientes é feita por meio de relacionamento e conteúdo relevante.

2. Faça postagens que tenham a cara da sua marca. Você deve adotar uma linha de como quer ser reconhecido pelas pessoas e publicar sempre pensando nisso. Sua marca tem um perfil jovem, bem-humorado, despojado? Os textos e as imagens que você utilizar nas publicações devem refletir isso. Por aqui, temos usado muito esses canais para mostrar aos clientes que, por trás da empresa, existem pessoas (veja aqui um exemplo do nosso Facebook).

como-as-midia-social-pode-apoiar-o-marketing-de-retencao-dito_facebook_ph_genio_negociacao

3. Utilize boas imagens e, se possível, vídeos, especialmente em publicações no Facebook. Na hora de escolher quais posts vão aparecer na timeline de uma pessoa, o algoritmo do Facebook dá prioridade a esses formatos. E não faça posts com fotos de gatinhos bonitinhos se isso não estiver diretamente relacionado com o perfil que você desenhou para sua marca.

4. Por último e não menos importante, use as mídias sociais para reforçar sua estratégia de relacionamento com seus clientes, levando a eles informações relevantes sobre: novidades sobre seu produto, materiais de tutorial para ensinar sobre o uso (veja um dos nossos vídeos no Youtube), tendências de mercado, entre outros. E, por que não, elogiar os clientes.

como-as-midia-social-pode-apoiar-o-marketing-de-retencao-dito_twitter_vitrola

Gostou das dicas? Compartilhe conosco outras boas práticas para retenção de clientes com estratégias digitais.

1 comentário


  1. Artigo muito interessante. À medida que o tempo passa, é cada vez mais evidente que é necessário apostar numa estratégia online nas redes sociais. Gostei particularmente das quatro dicas finais. Parabéns!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *