Entendendo a diferença entre IP dedicado e IP compartilhado

Tempo de leitura: 6 minutos

Toda empresa que envia e-mails para os seus clientes sempre quer que todos os e-mails sejam entregues na caixa de entrada (Inbox). Nós já falamos sobre entregabilidade e boas práticas nesse post, e hoje vamos falar sobre um outro ponto importantíssimo: o IP.

Existem vários fatores a serem trabalhados na sua estratégia para garantir essa entrega: frequência de envio, retirada de clientes com Hard ou Soft-Bounce dos seus disparos, personalização dos e-mails, segmentação dos disparos, acompanhamento das principais métricas para ajustes e melhorias e outra dezena de fatores.

Um dos fatores importantes que ajudam garantir essa entrega de e-mails no inbox é ter um IP de disparo do seu e-mail com uma excelente reputação.

Todo envio de e-mail é feito através de IPs. Pense nele como o carteiro que entrega a sua correspondência até o destinatário, garantindo que ela sempre vai chegar intacta até o endereço correto.

Atualmente no mercado existem dois tipos de utilização de IPs para o envio de e-mails, o uso Dedicado e o Compartilhado.

IPs Compartilhados

Há alguns anos atrás era praticamente impossível conseguir disparar e-mails sem usar IPs compartilhados, sempre que se contratava uma ferramenta de e-mail obrigatoriamente você utilizava essa opção.

Basicamente o IP compartilhado consiste em dividir o IP de envio com outras empresas, sendo que uma má prática realizada por alguém  que está compartilhando o mesmo IP com você pode interferir na sua entregabilidade.

Geralmente o IP compartilhado é indicado para empresas que possuem uma maturidade um pouco mais baixa em relação a disparos de e-mails, ou que possuem um volume inferior a 100 mil disparos mensais.

Por outro lado, empresas que possuem baixos volumes de e-mail podem estabelecer uma reputação perante os servidores de e-mails, já que disparando por IPs compartilhados é possível ter um volume suficiente para que os provedores façam esse tipo de análise.

Caso sinta alguma questão relacionada a entregabilidade dos seus e-mails, sempre questione o seu serviço utilizado sobre quem são as empresas que compartilham o IP com você e se eles também têm seguido boas práticas de mercado para o envio de e-mail marketing.

IPs Dedicados

Como já dito, os IP’s dedicados são recomendados para empresas que possuem uma maturidade mais avançada, tendo total domínio sobre seu programa de e-mail marketing e um volume de disparos acima de 100 mil/mês e  uma cadência regular de envios. 

A cadência é muito importante, já que ao ficar sem disparar notificações por um tempo você pode perder toda a reputação do seu e-mail.

A principal vantagem de trabalhar com IPs dedicados é que a sua empresa pode ter total controle sobre a sua reputação, ou seja, considerando que você segue todas as boas práticas, seus e-mails serão sempre entregues na caixa de entrada dos seus clientes.

Ter mais de um IP dedicado associado a uma empresa é comumente utilizado por grandes players para separar os envios transacionais dos disparos de campanha de e-mail.

Essa separação garantirá que mesmo que ocorra algum problema na reputação do seu IP dedicado para as campanhas, os seus e-mail transacionais continuarão a ser entregues, não sendo afetado pelo problema das campanhas.

Outra estratégia utilizada é ter IPs específicos para cada tipo de estratégia, por exemplo:

IP 1

  • Campanhas de broadcasting para usuários ativos
  • Campanhas “transacionais” baseadas em comportamento (Boas vindas, aniversário, abandono de carrinhos, pós venda, pesquisas com clientes)

IP 2 

  • Campanhas de recuperação de clientes – Winback
  • Validações de e-mails
  • Complete seu cadastro

O ideal é sempre validar e agregar suas campanhas pensando no volume de disparos e a estratégia. Ela está indo pra uma base de alto grau de interação ou não? É uma campanha “transacional”? Qual o volume de bounces dessa campanha?

Outro diferencial em ter IPs dedicados é poder participar de programas de certificação, como o da Return Path.

Algumas ferramentas do mercado não permitem fazer essa separação de IP’s por campanhas, entregando os e-mails “aleatoriamente” e podendo sujar a reputação como um todo.

Atualmente na Dito temos a possibilidade de permitir que o clientes com grande volume de disparos gerenciem suas campanhas e IPs individualmente, podendo entender a reputação de cada um e direcionar melhor suas estratégias.

O que levar em consideração ao utilizar um IP Dedicado

Por ser um IP próprio, a sua reputação está diretamente ligada às decisões que sua empresa toma dentro da estratégia de Marketing Digital.

Se a empresa segue as boas práticas e por isso possui boas métricas, essa reputação tende a ser boa; se não, ela diminui e leva junto a capacidade de entrega dessas campanhas. Por esse motivo, se fizer um bom trabalho tendo um IP dedicado, os resultados tendem a ser melhores quando comparados ao IP compartilhado.

Ao usar um IP dedicado você deve levar em conta:

A frequência de envio de e-mail

O principal motivo para o uso de um IP dedicado é o volume de e-mails disparados. Por isso, é importante manter a frequência de envio para que ela não oscile muito e, pelo contrário, cresça ao longo do tempo.

Quando de repente o volume cai drasticamente ou sobe de forma exponencial, a capacidade de entrega pode ser prejudicada.

A manutenção do IP

Não somente a reputação do IP deve ser monitorada, mas também as métricas e eventuais problemas que acontecem com um IP, tais como blacklists (serviços que agregam IPs como não confiáveis devido a uma alta taxa de reclamação) e spam traps (endereços antigos e desativados que são usados pelos serviços de e-mail para identificar spammers).

O warm-up do IP

Sempre que um novo IP passa a ser utilizado, é de se esperar que ele ainda não possua histórico, tampouco reputação.

Por isso, existe uma prática chamada de warm-up, que serve justamente para “aquecer” o IP até ele entrar em pleno funcionamento.

Para isso, o ideal é começar enviando uma quantidade menor de emails através do novo IP e ir aumentando ao longo do tempo, até que atinja a quantidade esperada de envio mensal.

Conclusões

Resumindo, o IP dedicado é extremamente importante dentro de um contexto onde o e-mail é parte essencial da estratégia.

O ideal é ter claro qual é o papel desse canal para a sua empresa e assim decidir se um IP dedicado é necessário ou não.

Como o próprio nome já diz, o IP Dedicado é reservado para apenas uma pessoa e não é compartilhado com ninguém. Portanto, seus envios não serão afetados pelas práticas de outros remetentes e você ainda poderá desfrutar de sua reputação exclusiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *