Por que você está perdendo dinheiro ao não cadastrar clientes nas lojas físicas?

Tempo de leitura: 3 minutos

Quando estamos falando de e-commerce, ninguém discute a importância de cadastrar os clientes, até porque precisamos ter os dados para enviar o produto e informar o cliente sobre o andamento do processo.

No entanto, quando lidamos com lojas físicas, esta prática não é tão comum. Os vendedores têm preguiça de pedir os dados do consumidor e a própria gerência às vezes não prioriza isso porque as informações não são aproveitadas posteriormente.

Cadastrar a base de clientes não é de interesse apenas do mundo online. Esses dados devem ser colhidos também nas lojas físicas, principalmente pela necessidade de unificar as informações, já que a multicanalidade já está se tornando palavra de ordem para o varejo.

Ao não cadastrar seus clientes na base, ou fazê-lo de modo incorreto e incompleto, você pode estar perdendo dinheiro e a chance de construir um relacionamento com eles.

Para se comunicar de modo personalizado e conseguir reter e fidelizar seus clientes é necessário muito trabalho, e tudo começa num cadastro bem feito. No post de hoje listamos os principais motivos pelo qual você deve se preocupar com isso. Veja só:

1. A jornada do cliente é quebrada

Se você não cadastra os dados dos seus clientes e não mantém as interações dele com a sua marca em dia, a jornada de compra do cliente é quebrada, e você perde informações importantes para suas métricas e acompanhamento dos seus resultados.

Já falamos anteriormente no nosso blog como a multicanalidade é importante para o varejo, e se seu cliente deu uma olhada no seu e-commerce e efetuou a compra na sua loja física, é imprescindível que esse percurso seja documentado e analisado para que você consiga entender à fundo o comportamento de compra dos seus clientes e se comunicar de modo personalizado com eles.

Neste caso, a equação é muito simples: sem cadastro + sem dados + marketing genérico = perder dinheiro.

2. O seu relacionamento com o cliente é comprometido

Sem saber por onde a jornada do seu cliente offline anda, seu relacionamento com ele ficará comprometido. No caso de marcas que só tenham lojas físicas, não ter uma base de clientes cadastrada é ainda muito pior, pois, assim, nem mesmo terá como se comunicar com ele.

O relacionamento com o cliente é muito importante para a geração de vendas recorrentes. É a peça chave da fidelização.

Dica: Vale ressaltar que, no momento em que o cliente está efetuando uma compra em sua loja física, ele está tendo uma experiência com a sua marca, portanto evite cadastros muito longos e cansativos; você pode começar com o básico: nome, endereço, e-mail, telefone, por exemplo.

3. Você perde a oportunidade de gerar vendas recorrentes

Com a jornada de compra quebrada e sem um bom relacionamento com seus clientes dificilmente você conseguirá gerar vendas recorrentes e fidelizar um cliente.

Fidelizar um cliente, ainda mais nos tempos de recessão econômica de hoje em dia, é imprescindível, e nem todas as marcas dão a devida importância a isso. Do contrário, a maioria está preocupada apenas com a aquisição de clientes novos. Aí está uma oportunidade, fazer o que poucos fazem com maestria.

Conclusão: conscientize sua equipe!

Para que você consiga esses dados é necessário que, antes de tudo, você conscientize sua equipe acerca da importância de realizar os cadastros corretamente e em todas as vendas.

Um cadastro mal feito, com informações falsas pode comprometer todas as métricas e o trabalho de retenção e engajamento com seus clientes.

Neste caso, se faz necessário um treinamento com todos os envolvidos – não somente vendedores e operadores de caixa, mas também gerentes, franquiados, etc.

Todos devem estar na mesma página e bem alinhados quanto aos dados necessários e como realizar esse cadastro sem impactar na jornada de compra do cliente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *