Você conhece o comportamento de navegação dos seus clientes?

Tempo de leitura: 2 minutos

O velho ditado “informação é poder” nunca foi tão verdadeiro quanto no atual cenário de um mundo faminto por Big Data. Muitas empresas, porém, já percebem que o poder, de fato, está na forma como analisamos esses dados.

Coletar informações sobre os clientes é um passo importante para as áreas de negócios, marketing e vendas. Mas isso só será revertido em valor se indicar interesses implícitos ou explícitos dessas pessoas em relação a determinados produtos ou serviços.

Como usar dados de comportamento de navegação

Algumas empresas com visão de futuro estão aplicando o poder dos dados de forma surpreendente em suas operações. O foco desse trabalho está na retenção de clientes e aumento de conversões.

Afinal, se soubermos exatamente o que interessa a cada pessoa, certamente teremos uma noção mais clara sobre o que oferecer a ele. Por outro lado, se não entendermos o gosto do cliente, corremos o sério risco de tentar vender uma roupa feminina para um homem que queria uma gravata.

Em uma loja física, basta que o vendedor acompanhe o cliente e observe quais produtos ele está olhando. No mundo digital, esse acompanhamento pode ser feito com ferramentas de monitoramento de navegação.

Empresas dos segmentos de Ecommerce, Mídia, Educação, Imóveis e Tecnologia já analisam o comportamento online de seus clientes, acompanhando determinadas ações do visitante no ambiente digital, seja no site, app mobile ou sistema web. Com esses dados, as marcas conseguem reduzir as taxas de dispersão e engajar os consumidores.

A partir daí, também é possível criar gatilhos inteligentes de marketing com ofertas personalizadas conforme o comportamento. Se o consumidor, por exemplo, visitou mais de duas vezes a página de um produto específico, podemos disparar automaticamente uma mensagem a ele com uma oferta daquele produto.

Mais dados, mais ações

Então, quando você estiver olhando para planilhas e mais planilhas de informação, lembre-se de que é preciso tornar úteis todos esses dados. Identifique padrões e mantenha-se atento às tendências que mostram em que pontos sua estratégia funciona e em quais isso não acontece.

Além de dados demográficos e sociais, o comportamento de navegação dos seus consumidores pode ser a maior fonte de informação para aumento de conversão. Monitore a frequência de visitas de cada pessoa ao seu site, os produtos visualizados ou desejados, a receita, o abandono de carrinho, entre outros.

Entender o que cada consumidor quer para facilitar a compra com ofertas personalizadas e automáticas é a melhor forma de tornar os dados mais valiosos. A sua empresa reúne e analisa dados sobre o comportamento dos consumidores? Compartilhe a sua experiência conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *