O objetivo deste artigo é explicar o que é e como funciona um chatbot para e-commerce, especialmente, para estimular a primeira compra entre os internautas que acabaram de conhecer a sua loja virtual.

Gostou da proposta? Então siga com a gente na leitura.

O que são os chatbots?

Chatbots são softwares capazes de manter uma conversa com um usuário humano em linguagem natural, por meio de aplicativos de mensagens, sites e outras plataformas digitais.

Atualmente, é possível criar chatbots integrados a plataformas como:

  • Facebook Messenger;
  • Telegram;
  • Sites em geral;
  • Sistemas de call center;
  • Lojas virtuais;

Entre as razões para o crescimento dos chatbots, dentro de diferentes tipos de empresa, está a sua capacidade de oferecer suporte imediato e de qualidade aos clientes, ao mesmo tempo que reduz a necessidade de manutenção de uma equipe grande para esse atendimento.

Isso permite que seus colaboradores se concentrem em tarefas que exigem planejamento e estratégia.

Chatbot para atendimento

Quando o assunto é atendimento, o uso do chatbot pode ampliar a experiência do cliente, de maneira que ele possa solucionar dúvidas e necessidades de suporte, além de ser atendido por sua empresa 24 horas por dia nos 7 dias da semana com um bom custo-benefício.

Ademais, ao usar o chatbot para atendimento sua empresa pode utilizar os atendentes humanos para práticas mais estratégicas do negócio, automatizando tarefas da área que são repetitivas.

Como está o cenário de primeiras compras no Brasil?

De acordo com o Sebrae, o que mais atraiu os brasileiros para compras online é a necessidade de produtos básicos de sobrevivência. 

De acordo com o site:

  • as vendas de supermercados, tiveram um aumento de 16%, e a taxa de conversão média no setor aumentou 8,1%;
  • as visitas a sites de saúde (como alimentos naturais, vitaminas e higiene) aumentaram 11%, e as vendas dispararam 27%;
  • a visita a páginas de utensílios domésticos teve um aumento de 33%;
  • todos os tipo de delivery, que tiveram uma alta taxa de procura;

Já de acordo com uma publicação da Infobase Interativa, apenas em 2020, 13% da população realizou sua primeira compra online. O portal, inclusive, define esse ano como o “boom do e-commerce”, destacando os seguintes itens mais vendidos:

  • álcool em gel (aumento de 310%);
  • álcool para limpeza (aumento de 65%);
  • papinha para bebês (aumento de 51%);
  • termômetro (aumento de 45%);

O que afirma, novamente, a grande necessidade de utilizar comércios virtuais como meio de comprar produtos indispensáveis.

Mas, diferente do que se pensava, as pessoas não pararam de consumir outros produtos durante a quarentena. Em pesquisa realizada pela Dito CRM, foram analisadas 731 mil compras, que totalizaram cerca R$ 200 milhões.

As vendas online de Moda, por exemplo, tiveram um crescimento médio 71,5% em abril deste ano, em comparação com março. Outros segmentos também experimentaram crescimentos semelhantes, de acordo com pesquisa da Abcomm. 

Como chatbots para primeira compra podem ser indispensáveis?

Agora que você já sabe um pouco mais como chatbots funcionam na prática e como o e-commerce está ganhando um protagonismo sem precedentes, a pergunta que fica é: como esses dois “mundos” podem conversar?

A resposta é muito mais simples do que se parece. Como citado anteriormente, uma jornada de compra positiva é fundamental para que as vendas aumentem cada vez mais. No entanto, devemos lembrar que inúmeras dúvidas podem surgir na primeira compra.

Ao automatizar mensagens por meio de chatbots, é possível oferecer um suporte eficiente a qualquer hora do dia. Dúvidas recorrentes podem ser resolvidas com apenas poucos cliques. 

“Qual a forma de pagamento?”, “Qual a previsão de entrega?”, “Como realizo uma troca ou devolução?” – todas essas e outras tantas perguntas podem ser respondidas por chatbots.

Além disso, não podemos dispensar o fato de grandes e-commerces apostarem na venda de seus serviços e/ou produtos via canais de mensageria populares, como WhatsApp e Facebook Messenger. Para se ter uma ideia, o primeiro citado já está instalado em mais de 99% dos smartphones ativos no Brasil.

Os chatbots também podem atuar nessas redes sociais por meio de integrações. Assim, os consumidores não precisarão instalar novos aplicativos.

Os chatbots surgem como formas de melhorar experiência de compra, bem como um meio de atendimento e oferta de soluções rápidas para necessidades de consumidores e prospects.

Artigo escrito pela Blip.

Postagens similares

Chatbots para primeira compra: como a ferramenta pode auxiliar?

Chatbot para e-commerce: saiba tudo sobre o tema!

O objetivo deste artigo é explicar o que é e como funciona um chatbot para e-commerce, especialmente, para estimular a primeira compra entre os internautas que acabaram de conhecer a sua loja virtual.

Gostou da proposta? Então siga com a gente na leitura.

O que são os chatbots?

Chatbots são softwares capazes de manter uma conversa com um usuário humano em linguagem natural, por meio de aplicativos de mensagens, sites e outras plataformas digitais.

Atualmente, é possível criar chatbots integrados a plataformas como:

  • Facebook Messenger;
  • Telegram;
  • Sites em geral;
  • Sistemas de call center;
  • Lojas virtuais;

Entre as razões para o crescimento dos chatbots, dentro de diferentes tipos de empresa, está a sua capacidade de oferecer suporte imediato e de qualidade aos clientes, ao mesmo tempo que reduz a necessidade de manutenção de uma equipe grande para esse atendimento.

Isso permite que seus colaboradores se concentrem em tarefas que exigem planejamento e estratégia.

Chatbot para atendimento

Quando o assunto é atendimento, o uso do chatbot pode ampliar a experiência do cliente, de maneira que ele possa solucionar dúvidas e necessidades de suporte, além de ser atendido por sua empresa 24 horas por dia nos 7 dias da semana com um bom custo-benefício.

Ademais, ao usar o chatbot para atendimento sua empresa pode utilizar os atendentes humanos para práticas mais estratégicas do negócio, automatizando tarefas da área que são repetitivas.

Como está o cenário de primeiras compras no Brasil?

De acordo com o Sebrae, o que mais atraiu os brasileiros para compras online é a necessidade de produtos básicos de sobrevivência. 

De acordo com o site:

  • as vendas de supermercados, tiveram um aumento de 16%, e a taxa de conversão média no setor aumentou 8,1%;
  • as visitas a sites de saúde (como alimentos naturais, vitaminas e higiene) aumentaram 11%, e as vendas dispararam 27%;
  • a visita a páginas de utensílios domésticos teve um aumento de 33%;
  • todos os tipo de delivery, que tiveram uma alta taxa de procura;

Já de acordo com uma publicação da Infobase Interativa, apenas em 2020, 13% da população realizou sua primeira compra online. O portal, inclusive, define esse ano como o “boom do e-commerce”, destacando os seguintes itens mais vendidos:

  • álcool em gel (aumento de 310%);
  • álcool para limpeza (aumento de 65%);
  • papinha para bebês (aumento de 51%);
  • termômetro (aumento de 45%);

O que afirma, novamente, a grande necessidade de utilizar comércios virtuais como meio de comprar produtos indispensáveis.

Mas, diferente do que se pensava, as pessoas não pararam de consumir outros produtos durante a quarentena. Em pesquisa realizada pela Dito CRM, foram analisadas 731 mil compras, que totalizaram cerca R$ 200 milhões.

As vendas online de Moda, por exemplo, tiveram um crescimento médio 71,5% em abril deste ano, em comparação com março. Outros segmentos também experimentaram crescimentos semelhantes, de acordo com pesquisa da Abcomm. 

Como chatbots para primeira compra podem ser indispensáveis?

Agora que você já sabe um pouco mais como chatbots funcionam na prática e como o e-commerce está ganhando um protagonismo sem precedentes, a pergunta que fica é: como esses dois “mundos” podem conversar?

A resposta é muito mais simples do que se parece. Como citado anteriormente, uma jornada de compra positiva é fundamental para que as vendas aumentem cada vez mais. No entanto, devemos lembrar que inúmeras dúvidas podem surgir na primeira compra.

Ao automatizar mensagens por meio de chatbots, é possível oferecer um suporte eficiente a qualquer hora do dia. Dúvidas recorrentes podem ser resolvidas com apenas poucos cliques. 

“Qual a forma de pagamento?”, “Qual a previsão de entrega?”, “Como realizo uma troca ou devolução?” – todas essas e outras tantas perguntas podem ser respondidas por chatbots.

Além disso, não podemos dispensar o fato de grandes e-commerces apostarem na venda de seus serviços e/ou produtos via canais de mensageria populares, como WhatsApp e Facebook Messenger. Para se ter uma ideia, o primeiro citado já está instalado em mais de 99% dos smartphones ativos no Brasil.

Os chatbots também podem atuar nessas redes sociais por meio de integrações. Assim, os consumidores não precisarão instalar novos aplicativos.

Os chatbots surgem como formas de melhorar experiência de compra, bem como um meio de atendimento e oferta de soluções rápidas para necessidades de consumidores e prospects.

Artigo escrito pela Blip.

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *