Ícone do site Blog Dito

Principais tendências para o e-commerce em 2022

Chegamos ao último mês do ano. Após tantas mudanças de comportamento e consumo, quais são as principais tendências para o e-commerce em 2022? Confira neste artigo o que o Varejo pode esperar para o comércio eletrônico no próximo ano. 

Nos primeiros três meses de 2021, 72,2% das compras realizadas foram feitas em e-commerces. Em valores brutos, isso equivale a R$ 35,2 milhões. A expectativa para 2022 é que esse número aumente: 49% dos brasileiros devem comprar ainda mais pela internet no próximo ano. 

Diante de tamanha oportunidade para as marcas, listamos quatro tendências para ficar de olho e explorar ainda mais o potencial do e-commerce.

Logística inteligente

Com um perfil cada vez mais imediatista, o consumidor espera agilidade das marcas. Vários aplicativos de serviços, por exemplo, vêm divulgando o recurso de entregas express, que chegam ao comprador em até 15 minutos. 

Definitivamente será um diferencial competitivo ainda mais valorizado pelo cliente no próximo ano. Grandes marcas estão investindo em centros de distribuição estrategicamente localizados para concentrar a logística e demais operações que fazem parte do processo (preparação dos pedidos e armazenamento de estoque, por exemplo).

Outra opção que pode ser oferecida ao consumidor é a disponibilização imediata do produto para retirada na loja. Além de isentá-lo do pagamento de frete, essa solução também atende casos de urgência na obtenção do item comprado.

Compras por voz

Já estamos familiarizados com assistentes virtuais como a Siri da Apple e a Alexa da Amazon. É comum utilizarmos seus serviços para perguntas triviais ou para realizar ligações sem precisarmos de muito esforço. Contudo, para além destes usos, surge uma tendência de recorrer aos assistentes virtuais para fazer compras. O chamado Voice Commerce consiste na compra de produtos e serviços via comando de voz.

O consumo de conteúdos via áudio vem aumentando consideravelmente. O hábito de produzir e ouvir podcasts e até o surgimento de redes sociais voltadas exclusivamente ao áudio, como o Clubhouse no começo deste ano, comprovam isso. Por que não utilizar esse recurso para a realização de compras?

Experiências imersivas e interativas

Uma barreira comum encontrada no e-commerce é a insegurança em adquirir produtos que não se pode tocar ou testar. Por isso, uma das grandes tendências para o próximo ano é o uso de realidade aumentada. 

Alguns segmentos de mercado já fazem uso desse recurso, como a indústria da moda. A principal vantagem dessa tecnologia é oferecer uma experiência de compra mais interativa e completa. Além disso, é uma forma de aumentar a confiança do cliente no produto que está sendo adquirido e diminuir índices de devolução por insatisfação.

Leia mais: Varejo Phygital e a evolução da experiência do consumidor

Meios de pagamento digitais

Atualmente, contamos com uma boa variedade de formas de pagamento. Além dos meios mais tradicionais, o surgimento de recursos como WhatsApp Pay, Pix, QR Codes, carteiras digitais e pagamentos via reconhecimento facial, facilitou a escolha do consumidor sobre o que melhor o atende. 

Muitas vezes o abandono de carrinho se dá pela inviabilidade para finalizar a compra. Uma experiência positiva com meios de pagamento pode ser decisiva para não apenas fechar uma venda, mas até incentivar o retorno do cliente. 

Para oferecer as melhores opções para seu cliente, entenda seu comportamento de consumo e seus hábitos. Inclusive, aqui vale também adaptar a compra pelos métodos convencionais. Oferecer parcelamento e uso de mais de um cartão de crédito, por exemplo, são formas de flexibilização muito bem-vindas aos olhos do cliente. 

Leia também: Como aumentar o ticket médio das vendas do seu e-commerce

E então, como sua marca está se preparando para aproveitar as oportunidade que 2022 reserva? Fique de olho no blog da Dito para acompanhar as novidades e tendências do Varejo.

Sair da versão mobile