Como aumentar as vendas do e-commerce? Confira!

Se você está na dúvida sobre como aumentar as vendas do e-commerce, siga na leitura, pois esse artigo vai te ajudar bastante.

Segundo a Abcomm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o faturamento do e-commerce em 2023 foi de R$ 185.7 bilhões, ou seja, 9% maior em comparação a 2022 (R$ 169 bilhões).

Sabendo que estamos saindo de um período de recessão no varejo e que as expectativas para 2024 estão mais otimistas, as marcas que elaborarem as melhores estratégias, tem mais chances de sobressair à concorrência e maximizar a receita.

Assim sendo, o objetivo desse artigo é apresentar algumas táticas para esse ano e demonstrar como uma plataforma de CRM omnichannel pode auxiliar na conquista das suas metas.

Gostou da proposta? Então, vem com a gente!

Campanhas automáticas de CRM Marketing

Um dos maiores erros que nós observamos nos e-commerces aqui do Brasil é a ausência de campanhas automáticas de CRM Marketing configuradas.

As campanhas mais comuns, de fácil criação e que geram receita diariamente, são:

  • “Boas-vindas” para quem nunca comprou anteriormente: assim que um usuário se cadastrar na Newsletter, por exemplo, envie um E-mail Marketing de boas-vindas, 5 minutos depois, oferecendo uma vantagem especial para realizar a primeira compra. Se a pessoa não comprar com este primeiro e-mail, dispare uma segunda mensagem, 2 dias depois, a relembrando do benefício que a sua marca cedeu;
  • Carrinho abandonado: se um usuário deixar um ou mais produtos parados no carrinho, envie, 5 minutos depois, uma campanha automática ofertando um cupom de X% de desconto para fechar a compra. Se mesmo assim, a pessoa não avançar, 2 horas depois, dispare uma nova mensagem com algum benefício mais “agressivo”; claro, respeitando a sua margem de lucro;
  • Acessou alguma página, produto ou categoria e não comprou: segmente no seu CRM quem teve esse comportamento e envie uma campanha de WhatsApp, colocando um dos seus vendedores para conversar com essas pessoas. Nesse caso, provavelmente, elas estão com dúvidas e precisam de apoio para tomar a melhor decisão;
  • Aniversariantes do dia: envie uma campanha automática de SMS parabenizando o cliente e ofertando algum presente de aniversário, exclusivo para o e-commerce;
  • Aniversariantes do mês: no primeiro dia do mês, envie uma campanha avisando ao cliente que, no mês do aniversário dele, vão haver benefícios e descontos especiais. Nessa campanha, já disponibilize algo como, por exemplo, o frete grátis;

Pela nossa experiência atendendo mais de 200 varejistas, nós já notamos que essas campanhas automáticas de CRM Marketing são as que tem as maiores taxas de abertura, cliques e conversão.

Recuperar clientes inativos

Outra falha que os varejistas cometem bastante quando tem e-commerce (e loja física também) é focar na aquisição e não elaborar campanhas específicas e direcionadas para clientes inativos.

É clichê dizer que atrair é mais caro do que reter, entretanto, não custa nada repetir. Portanto, segmente no seu CRM quem não compra há 12 e/ou 24 meses, por exemplo, e crie ações para reativar essas bases.

Talvez seja necessário fazer promoções mais agressivas e até estar preparado para receber feedbacks negativos, afinal, se uma pessoa parou de comprar há tanto tempo, pode ser que isso aconteceu devido a uma experiência negativa vivida no passado.

Então, no lugar de uma super promoção, pode ser uma boa, antes de qualquer coisa, enviar uma Pesquisa de Opinião CSAT ou NPS.

Tome muito cuidado com o Copy (Copywriting) que você for utilizar, independentemente do canal. Uma mensagem “errada” para uma base inativa que, potencialmente, está com algum sentimento ruim em relação à sua marca, pode gerar uma “crise” para o seu negócio.

Assim sendo, reúna toda a área de CRM e, juntos, escolha qual é a melhor estratégia de abordagem para esse perfil de consumidor.

SEO e Marketing de Conteúdo

Não é segredo para você que saber tudo sobre SEO para e-commerce é crucial para quem faz a gestão de uma loja virtual varejista.

Porém, em 2024, será preciso elevar esse conhecimento para o próximo nível, especialmente, no que tange à qualidade dos conteúdos da sua loja virtual.

Em uma pesquisa realizada pela SEMRush, foi constatado que boa parte dos internautas que fazem pesquisas no Google não estão satisfeitos com os resultados apresentados pelo buscador, ou seja, os conteúdos que são encontrados na primeira página não estão atendendo a expectativa.

E essa insatisfação do público gerou uma consequência!

O Google mudou o seu algoritmo principal e deixou claro que, a partir dessa alteração, os sites que oferecem conteúdos com qualidade superior tendem a despontar no topo das buscas.

Para ajudar a entender se o seu e-commerce pode ser afetado ou não, o Google deixou algumas questões para reflexão. São elas:

  • O seu conteúdo fornece descrições substanciais, completas e/ou abrangentes?
  • O título e/ou o título da página fornecem um resumo descritivo e útil do conteúdo?
  • O título e/ou o título da página evita ser exagerado ou chocante por natureza?
  • Este é o tipo de página que você gostaria de marcar, compartilhar com um amigo ou recomendar?
  • Você se sentiria confortável em confiar neste conteúdo para questões relacionadas ao seu dinheiro ou à sua vida?
  • O conteúdo está livre de problemas ortográficos ou estilísticos?
  • O conteúdo tem uma quantidade excessiva de anúncios que desviam a atenção ou interferem no conteúdo principal?
  • O conteúdo é bem exibido para dispositivos móveis quando visualizado neles?

E então, qual foi a sua resposta para as perguntas acima? O seu e-commerce atende a todas essas premissas?

Se não, nós te aconselhamos a reunir o time de tecnologia e discutir sobre o assunto, afinal, se a sua loja virtual começar a perder tráfego, indexação e posições orgânicas devido ao descumprimento das regras do algoritmo, acredite: você está na contramão para aumentar as vendas.

Inclusive, segundo a NRF de 2024, o marketing de conteúdo voltou com força total.

As marcas que utilizarem conteúdos de qualidade para engajar, reter e tornar a jornada de compra mais fluida, vão ter mais sucesso daqui para frente.

Monitorar e mapear a jornada de compra

Desde que o omnichannel “explodiu” nós sabemos que a jornada de compra dos clientes deixou de ser algo linear e passou a ter inúmeros pontos de interação, então, ficou mais complexo monitorá-la. Mas não é impossível.

E é aqui que entra o apoio de uma plataforma de CRM.

Quando você conta com uma solução de qualidade, que integra totalmente com o seu e-commerce e ERP, torna-se simples rastrear os passos que o consumidor está dando e, consequentemente, abordá-lo na hora certa, com o conteúdo mais adequado.

Em tempos onde o cliente está cada vez mais exigente e, como diria o palestrante Matheus Mascena, “mais debochado”, acertar no timing e na oferta é o básico que o varejista deve fazer se quiser aumentar as vendas neste ano.

Cashback

Uma das estratégias que mais tem contribuído para aumentar o faturamento dos e-commerces é a cessão de cashback.

O cashback, basicamente, é um percentual financeiro da compra que é devolvido ao consumidor após ele fechar um pedido. De posse desse benefício, o cliente se sente motivado a comprar mais vezes, o que eleva a taxa de recompra.

Para conhecer esse tema com mais detalhes, sugerimos a leitura deste artigo aqui do Blog sobre CRM com Cashback.

Marketing omnichannel

Outro impacto que o consumidor omnichannel trouxe para o mercado é a necessidade do varejista desenvolver ações de marketing omnichannel.

Nesse sentido, interligado ao fato de que o cliente tem interagido com as marcas em vários pontos de contato, surgiu a quase obrigatoriedade de criar campanhas que perpassam por ambos os locais de venda (loja física, e-commerce) e em canais diversos (e-mail, SMS, WhatsApp, Push e etc).

E, neste momento, novamente, um bom software de CRM para varejo é a chave para dar vida a esse processo.

Inclusive, há vários cases de sucesso de grandes varejistas brasileiros que estão seguindo por esse caminho e que estão obtendo números incríveis de faturamento.

CRM com inteligência artificial (IA)

Se você achou a proposta do tópico anterior interessante e for, de fato, pesquisar sobre fornecedores de CRM para o varejo, não deixe de questionar se a plataforma tem soluções de inteligência artificial.

Nos dias de hoje, Inteligência Artificial e CRM se tornaram uma dupla poderosa para, por exemplo, segmentar a base de clientes e identificar aqueles com maior propensão de compra.

Inclusive, recente, o E-commerce Brasil, publicou um case de sucesso sobre esse assunto. Para ler esse material, basta clicar aqui.

Qual o melhor CRM para E-commerce?

Uma das empresas que tem demonstrado ter o melhor CRM para E-commerce, é a Dito CRM.

A Dito é uma empresa de tecnologia com mais de 15 anos de mercado. Os escritórios estão em São Paulo (Cubo) e em Belo Horizonte (Savassi).

O CRM Dito possui mais de 15.000 usuários, entre vendedores, gerentes e analistas. Varejistas renomados como a Chilli Beans, FARM, Animale, Lojas Zema, Inbrands, Polishop e Domino’s utilizam os produtos da Dito.

O CRM da empresa integra canais online (E-commerce, Aplicativos) e offline (Loja Física), proporcionando o desenvolvimento de estratégias omnichannel de marketing, que perpassam por mídias digitais variadas como E-mail, WhatsApp, SMS, Pesquisas de Opinião e Push Notifications.

A plataforma também permite que os times de Marketing possam conhecer a fundo os consumidores a partir de dados de perfil, comportamento de navegação, histórico de compras, interações com vendedores, dentre outros.

Com o apoio do CRM da Dito é possível compreender quais canais estão sendo mais efetivos para a estratégia de marketing, tanto no que tange à receita influenciada quanto ao que se refere a engajamento.

E então, o que achou? Se gostou desta indicação, clique no banner abaixo para iniciar uma conversa gratuita com a Dito CRM pelo WhatsApp.

Fale com um especialista da Dito

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *