Você já ouviu falar no “Funil de Marketing”?

Esse conceito é muito usado para descrever o percurso que um lead faz, desde o primeiro contato com a marca até o instante da conversão (compra / contratação de um serviço).

No geral, o objetivo é identificar os pontos de dispersão e criar ações segmentadas, conforme o momento de cada lead para movimentá-lo na direção que desejamos.

A teoria do funil de marketing (ou funil de vendas) é útil para vários segmentos, mas tem uma aplicação especialmente interessante para negócios online.

O motivo é simples: nesses casos, podemos acompanhar o comportamento de navegação e as interações de cada pessoa, o que facilita a coleta de dados e a identificação exata dos pontos de dispersão. 

Para compreender melhor esse tema, siga a leitura.

Taxa de conversão e dispersão de clientes

Quando e onde você está perdendo seus clientes? Quando a empresa acompanha de perto o funil de marketing, a resposta para essa pergunta se torna clara.

Com esse recurso, se torna possível criar fluxos conforme os comportamentos trackeados e visualizar os pontos de dispersão.

Ao longo do percurso, você acompanha as taxas de conversão em cada fase, podendo entender exatamente quantos clientes completaram a etapa e quantos podem ser trabalhados para passar à próxima fase do funil.

Assim, além de conseguir facilmente visualizar esses dados, você pode criar mensagens personalizadas, inteligentes e multicanais para reduzir a dispersão em cada ponto.

O objetivo é fazer com que mais pessoas que iniciaram a trajetória no topo do funil terminem no fundo com a conversão. Vamos ver alguns exemplos conforme o segmento de negócio.

E-commerce

Na vertical de E-commerce, podemos pensar em um acompanhamento básico da trajetória de compra dentro do site da loja online.

Nesse caso, seriam 4 fases, começando quando a pessoa visualiza uma página, inclui o produto no carrinho, acessa a área de pagamento e confirma a compra (imagem abaixo).

No gráfico de exemplo a seguir, podemos ver exatamente as taxas de conversão e dispersão entre cada fase. Das 67.851 pessoas que entraram no topo do funil,  32.116 chegaram ao fundo, uma conversão de 47%.

dito_tutorial_funis_dispersao_funil_de_compra_ecommerce

SaaS / Tecnologia

Já escrevemos aqui sobre as expressões churn rate e sucesso do cliente.

Essas duas métricas têm sido cada vez mais aplicadas entre as empresas brasileiras do setor de tecnologia, principalmente aquelas com modelos de negócio do tipo SaaS (Software as a Service).

Quem acompanha o funil de marketing neste segmento, também consegue enxergar de forma simples os pontos de dispersão e atuar pontualmente com campanhas de marketing personalizadas.

Para este caso, podemos pensar em uma aplicação sobre uso de um sistema.

Na imagem abaixo, fizemos um exemplo do funil para entender como os clientes estão usando uma nova funcionalidade de uma plataforma.

Das 34.642 pessoas que logaram no período, 15.580 acessaram a aba de Funis, criaram um funil e o editaram.

Assim, conseguimos guiar as pessoas para o uso de todas as potencialidades de um sistema, gerando uma maior percepção de valor e novas oportunidades de up-selling.

dito_tutorial_funis_dispersao_funil_novo_usuario_saas_tecnologia

Este conteúdo contribuiu para o seu entendimento sobre o funil de marketing?

Deixe a sua opinião no campo de comentários logo abaixo.

Postagens similares

Funil de Marketing: veja aqui como funciona!

Você já ouviu falar no “Funil de Marketing”?

Esse conceito é muito usado para descrever o percurso que um lead faz, desde o primeiro contato com a marca até o instante da conversão (compra / contratação de um serviço).

No geral, o objetivo é identificar os pontos de dispersão e criar ações segmentadas, conforme o momento de cada lead para movimentá-lo na direção que desejamos.

A teoria do funil de marketing (ou funil de vendas) é útil para vários segmentos, mas tem uma aplicação especialmente interessante para negócios online.

O motivo é simples: nesses casos, podemos acompanhar o comportamento de navegação e as interações de cada pessoa, o que facilita a coleta de dados e a identificação exata dos pontos de dispersão. 

Para compreender melhor esse tema, siga a leitura.

Taxa de conversão e dispersão de clientes

Quando e onde você está perdendo seus clientes? Quando a empresa acompanha de perto o funil de marketing, a resposta para essa pergunta se torna clara.

Com esse recurso, se torna possível criar fluxos conforme os comportamentos trackeados e visualizar os pontos de dispersão.

Ao longo do percurso, você acompanha as taxas de conversão em cada fase, podendo entender exatamente quantos clientes completaram a etapa e quantos podem ser trabalhados para passar à próxima fase do funil.

Assim, além de conseguir facilmente visualizar esses dados, você pode criar mensagens personalizadas, inteligentes e multicanais para reduzir a dispersão em cada ponto.

O objetivo é fazer com que mais pessoas que iniciaram a trajetória no topo do funil terminem no fundo com a conversão. Vamos ver alguns exemplos conforme o segmento de negócio.

E-commerce

Na vertical de E-commerce, podemos pensar em um acompanhamento básico da trajetória de compra dentro do site da loja online.

Nesse caso, seriam 4 fases, começando quando a pessoa visualiza uma página, inclui o produto no carrinho, acessa a área de pagamento e confirma a compra (imagem abaixo).

No gráfico de exemplo a seguir, podemos ver exatamente as taxas de conversão e dispersão entre cada fase. Das 67.851 pessoas que entraram no topo do funil,  32.116 chegaram ao fundo, uma conversão de 47%.

dito_tutorial_funis_dispersao_funil_de_compra_ecommerce

SaaS / Tecnologia

Já escrevemos aqui sobre as expressões churn rate e sucesso do cliente.

Essas duas métricas têm sido cada vez mais aplicadas entre as empresas brasileiras do setor de tecnologia, principalmente aquelas com modelos de negócio do tipo SaaS (Software as a Service).

Quem acompanha o funil de marketing neste segmento, também consegue enxergar de forma simples os pontos de dispersão e atuar pontualmente com campanhas de marketing personalizadas.

Para este caso, podemos pensar em uma aplicação sobre uso de um sistema.

Na imagem abaixo, fizemos um exemplo do funil para entender como os clientes estão usando uma nova funcionalidade de uma plataforma.

Das 34.642 pessoas que logaram no período, 15.580 acessaram a aba de Funis, criaram um funil e o editaram.

Assim, conseguimos guiar as pessoas para o uso de todas as potencialidades de um sistema, gerando uma maior percepção de valor e novas oportunidades de up-selling.

dito_tutorial_funis_dispersao_funil_novo_usuario_saas_tecnologia

Este conteúdo contribuiu para o seu entendimento sobre o funil de marketing?

Deixe a sua opinião no campo de comentários logo abaixo.

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *